UOL Notícias Notícias
 

18/03/2010 - 11h54

Arcebispo alemão diz que misericórdia por pedofilia não pode ter 'pouco custo'

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 18 MAR (ANSA) - O arcebispo de Munique e Freising, Dom Reinhard Marx, afirmou que "não pode haver uma misericórdia a pouco custo" nos casos em que religiosos são acusados de cometerem abusos sexuais contra menores.

Segundo informações da agência católica Sir, o sacerdote fez seu pronunciamento durante a abertura da assembleia plenária dos bispos da região alemã da Baviera, da qual é chefe. As denúncias de pedofilia são a ordem do dia do evento, reportou a Sir.

"Devemos todos pensar sobre as consequências do mal abissal no mundo, também na Igreja. A oração vai acima de tudo às vítimas dos abusos, mas também aos culpados", afirmou Marx.

"A grande parte dos colaboradores eclesiásticos desenvolve o próprio serviço de modo muito íntegro", acrescentou ele.

Ainda de acordo com a Sir, que cita informações da agência católica alemã KNA, o porta-voz da Conferência Episcopal do país europeu, Matthias Kopp, desmentiu a notícia veiculada pela imprensa local da criação de um fundo para ressarcir as vítimas de abuso.

"Não foi falado até agora. Sobre formas e modalidades das ajudas é preciso meditar de modo acurado", declarou Kopp.

A Igreja Católica da Alemanha vem sendo alvo de várias denúncias de pedofilia. Recentemente, surgiram casos que teriam sido cometidos durante os anos 1970 e 1980 em escolas jesuítas, além de suspeitas no coro da catedral de Regensburgo, que foi dirigido pelo irmão do papa Bento XVI, Georg Ratzinger, durante trinta anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host