UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 16h51

Governo chileno tenta explicar polêmica declaração de diplomata sobre a Bolívia

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 19 MAR (ANSA) - O chanceler chileno, Alfredo Moreno, telefonou a seu par boliviano, David Choquehuanca, para explicar declarações polêmicas feitas pelo recém-designado cônsul do país em La Paz, Jorge Canelas, há dez anos.

No dia 8 de setembro de 2000, em um e-mail enviado ao atual embaixador do Chile na Indonésia, Pedro Suckel, Canelas afirmava que "o melhor estado das nossas relações com a Bolívia é não ter relações".

O conteúdo do diálogo mantido hoje pelos dois chanceleres não foi divulgado, mas fontes do Ministério das Relações Exteriores do Chile confirmaram a ligação telefônica.

Ao falar do assunto, a porta-voz do governo chileno, Ena Von Baer, preferiu elogiar a carreira de Canelas como diplomata, qualificando-a como "extensa e reconhecida".

"Esse foi um e-mail particular enviado há dez anos, e o novo cônsul tem uma carreira extensa e reconhecida. Foi nomeado como embaixador no Vietnã pela presidente [Michelle] Bachelet", argumentou Von Baer.

A funcionária também fez comentários sobre o status do relacionamento com a Bolívia e garantiu que a intenção do Chile "é consolidar as melhores relações." "Estamos certos de que o cônsul irá trabalhar fortemente nessa linha", afirmou.

Bolívia e Chile não mantêm vínculos diplomáticos desde 1962, mas nos governos de Evo Morales e Michelle Bachelet foi elaborada uma agenda de 13 pontos para nortear o diálogo bilateral. Uma das questões incluídas foi a demanda boliviana de obter um acesso soberano ao Oceano Pacífico, perdido em uma guerra travada entre 1879 e 1883.

Os deputados chilenos René Saffirio e Gabriel Ascencio disseram que a postura de Canelas "não contribui para fortalecer as relações com o país vizinho". "Realmente nos estranha sua nomeação como nova autoridade do país", opinaram.

Jorge Canelas é neto do boliviano José Canelas, que se mudou para o Chile com o objetivo de estudar medicina e permaneceu no país. Além disso, é sobrinho do ex-diretor do jornal Los Tiempos de Cochabamba Carlos Canelas.

Antes de assumir a presidência chilena, o que ocorreu no dia 11, Sebastián Piñera convidou Morales para jogar uma partida de futebol, em um sinal de que pretende preservar o diálogo estabelecido por sua antecessora, Michelle Bachelet.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,06
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h16

    1,50
    62.596,27
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host