UOL Notícias Notícias
 

20/03/2010 - 09h31

Papa anuncia medidas concretas pelo restabelecimento da Igreja na Irlanda

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 20 MAR (ANSA) - O papa Bento XVI afirmou que o objetivo de sua carta aos fiéis irlandeses, divulgada na manhã de hoje, é "propor um caminho de restabelecimento, de renovação e de reparação".

Segundo ele, "para repreender esta dolorosa ferida, a Igreja da Irlanda deve, em primeiro lugar, reconhecer perante o Senhor [Deus] e aos outros, os graves pecados cometidos contra garotos indefesos".

Tal consciência deve ser "acompanhada da sincera dor pelos danos causados às vítimas e às suas famílias, conduzindo a um esforço para garantir a proteção dos garotos diante de crimes semelhantes no futuro".

Com esta carta, explicou o Pontífice, "pretendo exortar a todos, como ao povo de Deus na Irlanda, a refletir sobre os golpes desferidos ao corpo de Cristo, seus remédios, às vezes dolorosos, necessários" e "sobre a necessidade de união, de caridade e de recíproca ajuda no longo processo de recuperação e de renovação eclesial".

No texto, o Pontífice lançou uma série de "iniciativas concretas para enfrentar a situação", parte delas já acordadas no recente encontro com bispos irlandeses, e agora definidas no documento.

Que "a Quaresma deste ano seja considerada um tempo de orações por uma efusão da misericórdia de Deus e dos dons da santidade e da força do Espírito Santo sobre a igreja em vosso país", disse o Papa aos fieis irlandeses.

A todos os crentes, o Papa pediu que dediquem "as vossas penitências de sexta-feira por um ano inteiro, até a Páscoa de 2011, para esta finalidade. Lhes peço que ofereçam vosso jejum, a vossa pregação, a vossa leitura da bíblia e as vossas obras de misericórdia para obter a graça do restabelecimento e da renovação para a igreja na Irlanda".

"Redescubram o sacramento da reconciliação" e reservem "uma atenção particular à adoração eucarística". "Com a pregação fervorosa frente à real presença do Senhor, poderão realizar a reparação pelos pecados de abusos que provocaram tantos danos e, ao mesmo tempo, implorar a graça de uma renovada força e de um profundo senso da missão por parte de todos os bispos, sacerdotes, religiosos e fiéis".

"Tenho confiança de que este programa levará a um renascimento da Igreja na Irlanda na plenitude da verdade de Deus, uma vez que a verdade seja liberta", complementou.

A carta divulgada hoje foi anunciada por Bento XVI após reuniões com bispos irlandeses, com os quais discutiu os casos de pedofilia no seio da diocese de Dublin, que vieram à tona no último ano com a divulgação do relatório da Comissão Murphy, elaborado pela juíza Yvonne Murphy após anos de investigações.

Em outros trechos do texto, Bento XVI -- que afirmou sentir "vergonha" e condenou a postura das autoridades eclesiásticas irlandesas -- reconheceu "a dor" das vítimas e de seus familiares e ordenou que os padres envolvidos assumam suas responsabilidades, "perante o Deus" e também "frente aos tribunais devidamente constituídos".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host