UOL Notícias Notícias
 

24/03/2010 - 11h24

Prefeito mexicano admite que comprou informações de narcotraficante

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 24 MAR (ANSA) - O prefeito da cidade mexicana de San Pedro Garza García, Mauricio Fernández, admitiu hoje que comprou informação de um suposto narcotraficante.

"É uma prática que se realiza em outros países, inclusive por agências internacionais, como a CIA [agência de inteligência norte-americana, ndr.]", argumentou o prefeito, explicando que aceita pagar por qualquer informação importante, sem se importar com quem está disposto a compartilhá-la.

"Eu quero informação e, se alguém me traz informação valiosa e quer vender, eu compro", disse o governante do município, um dos mais ricos do país e que está localizado no estado de Nuevo León.

Nos últimos dias, a imprensa mexicana publicou rumores de que Fernández havia adquirido informações de Alberto Mendoza Contreras, conhecido por "El Chico Mal", e que foi detido na sexta-feira pelas Forças Armadas do país.

Contreras teve sua prisão cautelar decretada por um juiz federal devido a suspeitas de que seria o operador do cartel de droga Beltrán Leyva em San Pedro Garza García. A organização narcotraficante é uma das maiores do México e é acusada pelos Estados Unidos de atuar em território norte-americano.

O combate ao crime organizado é uma das principais bandeiras do governo do presidente mexicano, Felipe Calderón. Para isto, o país conta com ajuda dos EUA, por meio de um acordo firmado entre as duas nações em 2008.

Intitulado Iniciativa Mérida, o tratado prevê que Washington disponibilize US$ 1,4 bilhão ao longo dos próximos três anos para investimentos no combate aos carteis de drogas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host