UOL Notícias Notícias
 

25/03/2010 - 13h09

José Mujica diz que prefere não visitar Fidel Castro durante seu mandato

ANSA
MONTEVIDÉU, 25 MAR (ANSA) - O presidente do Uruguai, José Mujica, opinou que Fidel Castro "deve estar muito mal" de saúde e que, por isso, prefere não visitá-lo durante seu mandato.

"Ele deve estar muito mal e tenho certeza que isso me daria uma sensação terrível. Eu o conheci de outra maneira e não quero entrar em nostalgia", argumentou Mujica.

Devido a problemas de saúde, Fidel, atualmente com 83 anos, está afastado do poder e da vida pública desde 2006. Por essa razão, seu irmão, Raúl, assumiu definitivamente a presidência cubana em fevereiro de 2008.

Mujica, ex-guerrilheiro tupamaro que ficou preso por 13 anos durante a ditadura militar no Uruguai (1973-1985), comparou um possível encontro com o líder cubano com uma visita que fez em 2009 à casa que pertencera a seu avô, onde não ia há quatro décadas.

Na ocasião, o presidente se disse desanimado com o que viu, em virtude "da imagem que tinha na retina" sobre o local e que "quarenta anos é muito tempo, muda tudo".

O mandatário uruguaio ainda salientou que, após assumir o cargo, no início de março, recebeu uma carta de Raúl Castro. Ainda assim, ele admitiu que prefere não visitar o país caribenho nos próximos cinco anos.

Mujica, representante da coalizão Frente Ampla, é o segundo governante consecutivo da esquerda no Uruguai. Antes dele, a nação era governada por Tabaré Vázquez.

Durante a gestão de Vázquez, o país retomou as relações diplomáticas com Cuba, congeladas desde uma discussão entre Fidel e Jorge Battle, presidente uruguaio entre 2000 e 2005. Com o restabelecimento dos laços, as embaixadas das duas nações foram reabertas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host