UOL Notícias Notícias
 

25/03/2010 - 17h40

Libertação de reféns das Farc é 'mais um passo' para a paz na Colômbia, diz senador

ANSA
SÃO PAULO, 25 MAR (ANSA) - O senador João Pedro Gonçalves da Costa (PT-AM) ressaltou hoje, em entrevista à ANSA, a importância da libertação de reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no "processo pela paz interna" nesse país.

"Cada libertação é mais um passo para a paz na Colômbia", declarou o senador, questionado sobre as operações que devem ser iniciadas em breve para libertar o sargento Pablo Emilio Moncayo e o soldado Josué Daniel Calvo.

Como já fizera no início de 2009, neste operativo o Brasil participa com apoio logístico, com o envio de helicópteros e tripulações, que colaboram com as autoridades da Colômbia.

Para o senador, essa iniciativa do governo é "fundamental", já que "nossas instituições têm maturidade suficiente para ajudar nesse resgate e a liderança brasileira no continente tem que ser utilizada na busca pela paz", ressaltou.

Atualmente, a delegação brasileira aguarda na unidade militar de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. Por parte da Colômbia, devem participar a senadora de oposição Piedad Córdoba e representantes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), além de membros do grupo Colombianos e Colombianas pela Paz.

Há pouco, Córdoba -- que atua como facilitadora entre o Executivo de seu país e a guerrilha e já mediou a libertação de outros reféns -- informou em sua página no Twitter que deve chegar amanhã a esse município, de onde partirão as equipes em busca dos reféns. Ela também esclareceu que "tudo segue" o cronograma previsto. "Não há atrasos na operação".

Para João Pedro, as atitudes de Córdoba, demonstram seu compromisso "com a busca pelo entendimento interno na Colômbia. Acho muito importante o fato de que ela tem usado o seu tempo pela busca da paz".

Segundo informações divulgadas pela senadora, Calvo, sequestrado há dois anos, seria libertado no sábado, na cidade de Villavicencio, capital do departamento [estado] de Meta. Já Moncayo, que está há mais de 12 anos em cativeiro, seria solto na próxima semana, em Florencia, no departamento de Caquetá.

"Neste sábado, partirá a operação de Villavicencio para buscar o soldado Josué Calvo e, na segunda-feira, de Florencia, para a libertação de Pablo Moncayo", esclareceu Córdoba, ainda na rede de microblogs.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host