UOL Notícias Notícias
 

25/03/2010 - 14h23

Mais de 40% dos espanhóis acreditam em ligação entre Venezuela e ETA

ANSA
MADRI, 25 MAR (ANSA) - Uma pesquisa divulgada hoje pela imprensa espanhola indica que 43% da população desse país acredita na existência de vínculos entre o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e o grupo separatista basco ETA.

De acordo com o levantamento, realizado pelo Real Instituto Elcano, apenas 29% dos entrevistados não creem que Caracas tenha colaborado com o ETA e 27% disseram não ter opinião formada sobre o assunto.

A suspeita sobre essa possível relação foi lançada pelo juiz Eloy Velasco, que abriu um processo contra membros da guerrilha colombiana Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do ETA, por supostos planos contra autoridades do país sul-americano, entre elas o presidente Álvaro Uribe. No caso, o governo de Caracas é apontado por eventual envolvimento com os guerrilheiros.

Por sua vez, as autoridades venezuelanas negam as acusações e já emitiram um comunicado conjunto com Madri, no qual ratificaram "sua mais enérgica condenação ao terrorismo".

Ainda segundo a pesquisa, Chávez é o líder internacional com a pior imagem entre os espanhóis, conquistando a nota de 2,1, em uma escala de um a dez. Ele é seguido diretamente pelo presidente cubano, Raúl Castro (2,6), e pelo iraniano Mahmoud Ahmadinejad (3,1).

Já o mandatário mais bem cotado é Barack Obama, chefe de Governo dos Estados Unidos (6,7), à frente da chanceler alemã, Angela Merkel (6,1) e do comissário europeu Joaquín Almunia (5,8).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host