UOL Notícias Notícias
 

26/03/2010 - 13h54

Após novo terremoto, Chile descarta alerta de tsunami

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 26 MAR (ANSA) - A representante do Escritório Nacional de Emergência do Chile (Onemi, na sigla em espanhol), Johaziel Jamett, descartou hoje a possibilidade de um tsunami em consequência do terremoto de 5,9 graus na escala Richter, registrado às 11h52 de Brasília.

O abalo sísmico, que atingiu principalmente a cidade de Copiapó, na região do Atacama, durou cerca de um minuto e provocou a queda de objetos e dos tetos de algumas casas, e interrompeu parcialmente as comunicações, mas não o fornecimento de energia elétrica, segundo constatou a ANSA.

Por sua parte, o prefeito de Copiapó, Cristian Tapia, informou à Rádio Bío Bío que foram registrados alguns deslizamentos de pedras e rochas.

Anteriormente, falava-se que o tremor teria atingido 6,2 graus na escala Richter. Contudo, o serviço sismológico da Universidade do Chile corrigiu este número a 5,9.

Mais cedo foram registrados outros dois movimentos telúricos em Maule, a 300 quilômetros de Santiago e uma das mais afetadas pelo primeiro terremoto registrado no país em 2010, no último dia 27 de fevereiro.

Na ocasião, o abalo de 8,8 graus na escala Richter devastou a região centro-sul do país e afetou diretamente dois milhões de pessoas, deixando centenas de mortos e pelo menos 500 mil desabrigados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host