UOL Notícias Notícias
 

27/03/2010 - 17h02

Zapatistas têm relação com o ETA, afirma ex-membro do grupo mexicano

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 27 MAR (ANSA) - Um suposto ex-membro do Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) denunciou à imprensa mexicana laços existentes entre a organização e o grupo separatista basco ETA.

De acordo com o jornal Reforma, que não divulgou o nome do informante, o ETA concederia fundos para as atividades da EZLN.

A fonte garantiu que o grupo separatista e "visitantes italianos" teriam entregado recentemente pouco mais de US$ 200 mil aos chamados Conselhos Autônomos, estruturas criadas pela organização mexicana nas cidades que fazem parte de sua zona de influência.

O desertor ainda divulgou que o principal agrupamento da EZLN se encontra na localidade de La Garrucha, onde estariam líderes como o subcomandante Marcos, que coordenam práticas militares.

O diário ainda publicou fotos em que membros da organização, como o próprio Marcos, além da "tenente Angélica" e da "contadora Blanca", aparecem sem máscaras.

O serviço de inteligência mexicano acredita que o nome real do subcomandante Marcos, que aparece magro e barbado, seja Sebastián Guillén, um professor de filosofia da Universidade Autônoma Metropolitana (UAM).

Por meio das imagens, também é possível apreender parte do arsenal disponível em La Garrucha, como fuzis AK-47, AR-15, FAL e M-16 e pistolas calibre 45.

Em fevereiro de 1996, o governo mexicano tentou estabelecer um diálogo com o EZLN. No entanto, a iniciativa não foi bem sucedida e foi interrompida em setembro do mesmo ano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host