UOL Notícias Notícias
 

31/03/2010 - 14h31

Piñera levanta 'estado de exceção' em regiões chilenas

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 31 MAR (ANSA) - O presidente do Chile, Sebastián Piñera, decidiu hoje encerrar o "estado de exceção" decretado em Maule e Bío Bío após o terremoto e tsunami de 27 de fevereiro, mas manteve a zona de catástrofe em outras regiões.

"Vamos manter a presença de nossas Forças Armadas nas ruas para que os efetivos continuem colaborando com a ajuda humanitária e, em segundo lugar, para que se comprometam, por um período, com a grande tarefa de reconstrução", esclareceu Piñera ao fazer o seu anúncio.

A declaração do presidente coincide com o vencimento do prazo do estado de exceção constitucional, de 30 dias, ditado após o abalo sísmico de 8,8 graus na escala Richter que devastou grande parte das localidades dessas regiões.

Por outro lado, o chefe de Estado informou ainda que o decreto do estado de catástrofe será mantido entre as regiões de Valparaíso e Araucanía. Já em relação à reconstrução, Piñera disse que o governo se preocupará principalmente com a construção de moradias às famílias.

Também hoje o ministro da Fazenda, Felipe Larraín, anunciou que o governo irá investir uma quantia adicional de US$ 700 milhões para enfrentar as tarefas mais urgentes da reconstrução.

Deste total, US$ 144 milhões serão destinados à habitação; US$ 184 milhões à saúde; US$ 100 milhões à educação; US$ 63 milhões ao trabalho, e o restante às obras públicas.

Anteriormente, Piñera anunciou que seu governo iria implementar "uma economia de guerra" e uma "profunda austeridade" nos gastos públicos.

"Planejamos um corte geral de 5% nos gastos correspondentes aos bens de consumo, compras de equipamentos e maquinarias em todos os ministérios", explicou há cerca de uma semana. Na época, ele também reiterou que o país teria sofrido perdas de até US$ 30 bilhões.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h10

    -0,06
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h19

    1,45
    62.567,59
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host