UOL Notícias Notícias
 

04/04/2010 - 17h21

Familiares velam corpo de capitão Julián Guevara, ex-refém da Farc

ANSA
BOGOTÁ, 4 ABR (ANSA) - Os restos mortais do capitão Julián Guevara, entregues pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) a uma delegação humanitária na última semana, são velados hoje por familiares, autoridades e amigos.

O velório ocorre no Centro Religioso da Polícia Nacional, em Bogotá, e foi iniciado após uma equipe de legistas confirmar sua identificação, na noite de ontem. Na segunda-feira, Guevara será enterrado com honras fúnebres.

"Minha mãe está muito afetada, muito triste, muito emocionada e prefere não falar com a imprensa, enquanto se despede de seu filho", afirmou a irmã do militar, Marcela, em entrevista à Rádio Caracol.

Na quinta-feira passada, ao receber os restos mortais do filho, Emperatriz de Guevara lamentou não ter conseguido trazê-lo "vivo e em liberdade", mas disse que seu objetivo de recuperá-lo fora cumprido.

Sequestrado em 1998, Guevara faleceu em cativeiro em 2006. Ainda assim, ele integrava o grupo de reféns que as Farc pretendiam trocar por guerrilheiros presos.

Na última semana, após serem libertados o sargento Pablo Emilio Moncayo e o soldado Josué Daniel Calvo, foram dadas também as coordenadas de onde estariam os restos do capitão. Tais entregas haviam sido prometidas pelas Farc há um ano.

Além de membros do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), da Igreja Católica e da organização Colombianos pela Paz -- liderada pela senadora de oposição Piedad Córdoba --, também participou da operação de resgate um grupo da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pelo transporte da equipe.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h10

    0,44
    3,143
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h15

    -0,59
    75.553,89
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host