UOL Notícias Notícias
 

05/04/2010 - 12h50

Líder sindical critica Mujica por demora em adoção de medidas concretas

ANSA
MONTEVIDÉU, 5 ABR (ANSA) - O dirigente sindical Juan Castillo criticou hoje a "falta de ações concretas" no governo do presidente do Uruguai, José Mujica, que está no cargo há cerca de um mês.

"Em algum momento terminará este romantismo com Mujica. Há uma espécie de complacência", comentou Castillo em entrevista ao jornal Ultimas Noticias.

O líder trabalhista, um dos principais nomes da central única operária PIT-CNT, também criticou a intenção do governo de aplicar penas alternativas a ex-repressores da ditadura militar uruguaia (1973-1985) que tenham idade avançada.

"Não vamos perdoá-lo. A posição do movimento sindical é clara, goste quem gostar. Em nenhum lado da Constituição é dito que todos os cidadãos são iguais perante a lei até determinada idade, e depois ficam diferentes. Não existe isso", defendeu.

De acordo com o Mujica, seu governo busca uma ferramenta legal que contemple a libertação ou prisão domiciliar de detidos por crimes de lesa-humanidade que estejam gravemente enfermos ou tenham mais de 70 anos. Isso serviria para resolver o problema da superlotação das cadeias.

Nos últimos anos, o Uruguai vem enfrentando sérios problemas carcerários, sendo que entre os anos 2000 e 2007 o número de detentos passou de 4.368 a 7.004. Estima-se que hoje a cifra supere os nove mil.

Ex-guerrilheiro tupamaro, Mujica tomou posse em 1º de março, iniciando o segundo mandato consecutivo da coalizão esquerdista Frente Ampla.

Para Castillo, apesar do chefe de Estado pertencer à mesma legenda política de seu antecessor, Tabaré Vázquez, "antes se sabia para qual direção o governo ia" enquanto "hoje em dia não se pode dizer para onde vai".

Uma pesquisa publicada no último dia 29 destacou que 68% dos uruguaios acreditam que Mujica fará um bom governo. Mesmo alto, o número é menor que o registrado em 2005, quando Vázquez assumiu a presidência. Naquela época, 73% da população dizia crer em um governo melhor que o anterior.

Mujica foi eleito presidente do Uruguai em novembro do ano passado, ao vencer, no segundo turno das eleições locais, com mais de 53% dos votos, o candidato do Partido Nacional, Luis Lacalle.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host