UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 08h25

Insulza diz que eleições bolivianas foram 'exemplares'

ANSA
WASHINGTON, 6 ABR (ANSA) - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, qualificou de "exemplar" as eleições regionais realizadas no último fim de semana na Bolívia.

"A jornada eleitoral do domingo 4 de abril representa mais um passo no processo democrático boliviano traçado a partir da aprovação da nova carta constitucional do país", comentou Insulza, referindo-se ao documento confirmado em referendo e promulgado no início do ano passado.

A Constituição boliviana prevê, entre outras coisas, reeleição do presidente e maior independência regional, além de criar a Assembleia Plurinacional Legislativa, que substituiu o Congresso.

O secretário-geral também contou esperar "que o diálogo seja uma via que permita alcançar acordos nesta nova etapa de aplicação de autonomias".

No último domingo, mais de cinco milhões de bolivianos foram convocados às urnas para eleger autoridades de nove departamentos, 337 municípios, membros das assembleias legislativas e dos conselhos municipais.

Segundo um comunicado da OEA, a missão de observadores eleitorais do organismo destacou que, "apesar da complexidade do sistema de votação nestes comícios, houve clareza entre os bolivianos na hora de votar, sendo que novamente a entidade comprovou o adequado funcionamento do padrão biométrico implementado".

O sistema biométrico -- que armazena eletronicamente os dados pessoais dos eleitores, com foto, assinatura e impressão digital -- foi adotado nas eleições presidenciais de dezembro do ano passado, por pressão de opositores, para os quais o antigo cadastro estava muito desatualizado e criava brechas para fraudes.

A nota da OEA ainda ressalta que a missão "está ciente de uma situação particular ocorrida em Pando, onde há indícios da existência de um erro na contagem de 13 atas eleitorais, acontecimento do qual a Corte Nacional Eleitoral (CNE) também está informada".

No pleito de domingo, segundo resultados parciais e de boca-de-urna, a legenda governista Movimento ao Socialismo (MAS) saiu vitoriosa, reforçando-se como principal força política do país.

Os dados preliminares apontam que o partido do presidente Evo Morales ganhou o governo dos departamentos (estados) de La Paz, Cochabamba, Oruro e Potosí, enquanto a oposição triunfou em Santa Cruz, Beni e Tarija. Em Panco e Chuquisaca há um empate técnico, mas acredita-se em uma vitória do MAS.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host