UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 11h38

Secretário de Estado do Vaticano diz que Papa recebeu respaldo na Semana Santa

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 6 ABR (ANSA) - O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, afirmou hoje que o papa Bento XVI teve "um grande respaldo" durante a Semana Santa, ao aludir às denúncias contra o Pontífice de omissão em supostos casos de pedofilia.

"O Papa é forte e, na Semana Santa, teve um respaldo com uma Praça de São Pedro cheia, com muitos jovens. É o Papa do terceiro milênio", destacou o religioso, que inicia nesta terça-feira uma visita oficial ao Chile.

Diante de jornalistas, Bertone não quis comentar os episódios de abusos sexuais contra menores que envolvem membros da Igreja, alegando que "teria que ficar o dia todo falando desse tema".

Recentemente, a imprensa mundial publicou uma série de denúncias contra religiosos por crimes de pedofilia que teriam sido cometidos em colégios e instituições católicas da Itália, Suíça, França, Canadá, Áustria, Espanha, México, além de Irlanda, Alemanha e Estados Unidos.

Nos EUA, o Vaticano é questionado por não ter punido o padre norte-americano Lawrence Murphy, acusado de ter molestado pelo menos 200 crianças surdas.

Na semana passada, os principais jornais do país publicaram que o secretário de Estado e Bento XVI não adotaram medidas contra o religioso quando eram membros da Congregação para a Doutrina da Fé.

A Santa Sé, por sua parte, alega que, quando soube dos casos, Murphy já era "idoso, estava em precárias condições de saúde, vivia em isolamento e por mais de 20 anos não tinham sido denunciados outros abusos".

Na Irlanda, as denúncias vieram à tona em novembro do ano passado, com a divulgação de um relatório elaborado pela juíza Yvonne Murphy. O documento contém provas da existência de um esquema por meio do qual sacerdotes e policiais encobriram casos de pedofilia por 60 anos.

Já na Alemanha há pelo menos 120 supostos casos de pedofilia que teriam sido perpetrados por religiosos, sacerdotes e colaboradores leigos nas décadas de 1970 e 1980.

Terremoto

Logo após chegar ao Chile, Bertone relembrou o terremoto de 8,8 graus que atingiu o país no último dia 27 de fevereiro e destacou que Bento XVI enviou uma mensagem à nação no Domingo de Páscoa.

O secretário de Estado também expressou, em nome do Pontífice, "estima, afeto e especial carinho à Igreja, às autoridades e ao povo do Chile".

Amanhã, o cardeal será recebido pelo presidente Sebastián Piñera e, durante a tarde visitará a cidade de Punta Arenas. De acordo com a agenda da Santa Sé, Bertone permanecerá no país por uma semana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h20

    0,10
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h28

    -0,65
    63.671,01
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host