UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 12h28

Terremoto no México afetou 25 mil pessoas, diz governador da Baixa Califórnia

ANSA
CIDADE DO MÉXICO, 6 ABR (ANSA) - O terremoto de 7,2 graus na escala Richter que atingiu o México neste domingo afetou 25 mil pessoas, a maioria delas nas zonas rurais, informou o governador da Baixa Califórnia, José Guadalupe Osuna.

A província, localizada na fronteira com os Estados Unidos, foi a região mais danificada pelo tremor de terra, que deixou pelo menos quatro vítimas fatais e 233 feridos.

Osuna calculou de maneira preliminar que os prejuízos se estenderam a 60 mil hectares de terras cultivadas no vale da capital Mexicali, devido ao transbordamento dos canais Reforma e Nuevo Delta.

Ele apontou ainda que 95% da energia elétrica foi restabelecida no município e que a distribuição de água "já flui em sua totalidade". A Defesa Civil local reportou 45 desabamentos, 35 deles na cidade, onde também ocorreram 21 incêndios.

Milhares de pessoas dormiram pela segunda noite consecutiva em espaços públicos devido ao medo de novos tremores. O governo da Baixa Califórnia disponibilizou quatro albergues, onde 3.500 pessoas foram abrigadas, enquanto as autoridades cancelaram as aulas em todos os níveis.

Cerca de 500 réplicas foram registradas até esta noite. De acordo com especialistas do Centro de Investigação Científica e de Educação Superior de Ensenada, no México, e da Universidade do Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, o terremoto foi antecedido por uma série de movimentos desde 31 de março.

"Foi um evento sem precedentes na história da zona e produziu uma ruptura de até 80 quilômetros de largura no plano da falha, mas não causou danos maiores porque liberou sua energia para o noroeste, ainda que na sequência de réplicas houve ao menos sete que chegaram aos 5,4 graus Richter", explicaram os especialistas.

O Serviço Sismológico Nacional (SSN) anunciou que o abalo foi muito similar ao que devastou o Haiti em janeiro, já que se localizou a pouca profundidade e cobriu uma vasta área. A diferença nos danos, porém, se refere ao respeito aos códigos de construção vigentes na Baixa Califórnia.

O terremoto foi sentido também no município mexicano de Tijuana e nas cidades norte-americanas de Calexico, San Diego e Los Angeles, no estado da Califórnia.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h09

    -0,34
    3,255
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h15

    1,93
    63.869,05
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host