UOL Notícias Notícias
 

08/04/2010 - 08h42

Casos de pedofilia causam 'dor' em Bento XVI, diz secretário de Estado do Vaticano

ANSA
PUNTA ARENAS, 8 ABR (ANSA) - As recentes denúncias de pedofilia contra membros da Igreja Católica provocaram "uma dor muito grande" no papa Bento XVI, segundo o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone.

O religioso, que está em viagem oficial ao Chile, destacou que, apesar das acusações, a Igreja "tem a força interior" necessária para continuar sua missão por "um mundo novo e uma humanidade nova".

"O Santo Padre tem sofrido muito e nós, pastores, também, por estes casos de sacerdotes infiéis, não fiéis a sua vocação e missão", disse Bertone durante uma visita feita ontem à diocese de Magallanes.

O cardeal, que também se reuniu com o presidente chileno, Sebastián Piñera, destacou que "a Igreja é uma instituição que tem a força interior e o carisma de Jesus Cristo, o qual continua protegendo e animando sua Igreja".

A Santa Sé vem enfrentando nos últimos meses uma série de denúncias de supostos casos de pedofilia em vários países, como Estados Unidos, Irlanda, Alemanha, França, Suíça, Espanha, México, Itália, Áustria, Holanda, entre outros.

Ontem, o Vaticano confirmou a informação de que o religioso Georg Mueller, de Trondheim, na Noruega, abusou sexualmente de um menor no início dos anos 1990.

Bertone contou esperar que as denúncias não levem à perda de vocações, porque "a missão de anunciar um novo mundo e uma nova humanidade é um desafio para todos, apesar dos sinais negativos, nesta grande obra de reconstrução da humanidade nova, que é o futuro".

À ANSA, o secretário de Estado comentou as declarações do decano dos cardeais, Angelo Sonado, dizendo que elas foram "muito claramente" em defesa de Bento XVI.

No início desta semana, em entrevista ao jornal vaticano L'Osservatore Romano, Sodano afirmou que "as falhas e os erros dos sacerdotes estão sendo usados como armas contra a Igreja", referindo-se às denúncias de pedofilia.

"Agora, contra a Igreja, há as acusações da pederastia. Antes, havia batalhas do modernismo contra Pio X, depois a ofensiva contra Pio XII por seu comportamento durante o último conflito mundial [Segunda Guerra Mundial], e por último contra Paulo VI, pela encíclica Humanae Vitae [1968]", recordou.

Em uma mensagem à população de Magallanes, Bertone relembrou a visita do papa João Paulo II ao Chile e à Argentina em 1987 e a comemoração dos 25 anos da mediação vaticana que evitou um enfrentamento militar durante o conflito do canal de Beagle.

O secretário de Estado chegou ao Chile na última terça-feira para uma visita oficial de uma semana. Hoje o cardeal deve visitar a cidade de Punta Arenas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h10

    -0,58
    3,126
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h14

    -0,53
    75.206,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host