UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 19h25

Cardeal Bertone reitera postura do Vaticano sobre casos de pedofilia

ANSA
CONCEPCIÓN, 9 ABR (ANSA) - O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, reiterou hoje a postura da Santa Sé em relação aos casos de pedofilia, mas minimizou a possibilidade de o papa Bento XVI se reunir com vítimas de abusos.

Em visita à cidade de Concepción, na região chilena de Bío Bío, Bertone foi desviado de seu foco principal, o terremoto que devastou a localidade no último dia 27 de fevereiro, para as denúncias de abusos cometidos por religiosos.

Diante das perguntas dos jornalistas sobre o tema, o cardeal reiterou o pedido feito nos últimos dias pelo Vaticano para que as demais instituições "lutem com a mesma força e com a mesma consciência da Igreja Católica".

"Vocês sabem tudo, é suficiente ler os jornais e ver a TV", disse Bertone, que é considerado um dos homens mais próximos a Bento XVI, após presidir uma missa ao ar livre, em frente à Catedral de Concepción.

Questionado pela ANSA sobre a declaração feita esta manhã pelo porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, de que o Pontífice poderia se reunir com novas vítimas de abusos, Bertone esclareceu que atualmente o "programa é muito denso [apertado, ndr.]".

Bento XVI já se reuniu com grupos de vítimas de abusos durante suas visitas aos Estados Unidos e à Austrália, e também no Vaticano, onde recebeu uma delegação de canadenses. Em sua carta pastoral aos católicos irlandeses, divulgada em março, ele também reiterou sua intenção de realizar novos encontros.

"Em diversas ocasiões após minha eleição, encontrei vítimas de abusos sexuais, assim como estou disponível a fazer no futuro", escreveu em um trecho do texto.

O secretário de Estado do Vaticano iniciou na última terça-feira uma visita ao Chile, que terminará na próxima quarta-feira, à convite da Conferência Episcopal Chilena e do governo local.

Hoje, ainda em Concepción, ele se reunia com Dom Ricardo Ezzati, arcebispo dessa localidade. Ezzati foi um dos religiosos designados pelo Papa à comissão que investigou as denúncias de pedofilia contra o sacerdote mexicano Marcial Maciel, fundador da congregação Legionários de Cristo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host