UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 20h03

Unasul anuncia estatuto de Conselho de Luta contra o Narcotráfico

ANSA
QUITO, 9 ABR (ANSA) - Os ministros do Interior dos países-membros da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) firmaram hoje, em uma reunião em Quito, um estatuto que irá reger as ações do Conselho Sul-Americano de Luta contra o Narcotráfico.

O ministro equatoriano, Gustavo Jalkh, anfitrião do encontro, qualificou a assinatura do documento como um ato "histórico", pois este é o primeiro marco legal para o combate conjunto das nações da região contra esse tipo de crime.

"Esta conquista conjunta prova que a América Latina, e em especial a América do Sul, continuará fazendo grandes esforços para a luta contra a produção e o tráfico, mas também contra o consumo de narcóticos", afirmou Jalkh em um comunicado.

Os representantes dos países da Unasul se reuniram por quatro vezes para discutir as diretrizes do documento, que foi aprovado pelas 12 nações integrantes do grupo, atualmente presidido pelo Equador.

O estatuto propõe ainda uma "perspectiva integral" no combate ao narcotráfico, ou seja, com políticas para a erradicação da oferta, da produção, do trânsito, do fornecimento e para garantir a segurança e a saúde das pessoas.

O próximo passo do conselho, criado em agosto de 2009, será estabelecer uma agenda para concretizar seus objetivos.

A entidade é vista como uma alternativa aos países da região que, atualmente, contam com o apoio dos Estados Unidos em programas do tipo. A Bolívia, por exemplo, é uma das nações que promoviam o projeto, após o governo de Evo Morales ter expulsado, em 2008, a Agência Antidrogas dos Estados Unidos (DEA) do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    -0,73
    3,259
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h00

    1,00
    63.856,77
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host