UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 13h07

Vítimas de pedofilia em Malta farão protesto durante visita do Papa

ANSA
VALLETTA, 9 ABR (ANSA) - Vítimas de abusos sexuais cometidos por religiosos católicos em Malta anunciaram que farão uma manifestação nos próximos dias 17 e 18, datas em que o papa Bento XVI estará visitando o arquipélago mediterrâneo.

O protesto será promovido por dez pessoas na faixa dos 30 anos de idade que foram internas do orfanato católico Casa São José, na localidade de Santa Venera. Eles pedirão justiça pelos que sofreram com a pedofilia na instituição durante os anos 1980.

Ontem, bispos do país exprimiram "dor e contrição" em relação às vítimas. Para Lawrence Grech e Joseph Magro, que fazem parte do grupo de dez pessoas, os religiosos "falaram assim só porque o Papa vem a Malta".

"Entenderam que queremos levantar nossa voz, e tentaram minimizar os danos", assegurou Grech.

"Se qualquer um molestar ou violentar um menor de idade, a cadeia é certa, mas para os religiosos esta filosofia não conta. São transferidos, escondidos, e talvez colocados de novo em contato com crianças", declarou o manifestante.

"É chegada a hora de que a Igreja restitua a justiça a estas pessoas, porque devem pagar pela obscenidade que nos inferiram", continuou Grech, que está finalizando um livro no qual reúne todos os testemunhos dos ex-internos do orfanato.

A viagem de Bento XVI ao arquipélago mediterrâneo será a primeira do Pontífice neste ano -- ainda em 2010 ele visitará Portugal, Chipre, Grã-Bretanha e Espanha.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h12

    0,03
    75.995,23
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host