UOL Notícias Notícias
 

10/04/2010 - 15h59

Papa diz que Pio XII foi 'pai de todos' e ajudou perseguidos durante a Segunda Guerra

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 10 ABR (ANSA) - O papa Bento XVI afirmou que o falecido pontífice Pio XII foi um "pai de todos" e "presidiu a caridade em Roma e no mundo, sobretudo no tempo difícil do segundo conflito mundial".

O chefe de Estado do Vaticano falou na noite de ontem, em um breve discurso pronunciado na residência papal de Castel Gandolfo, depois de assistir ao filme "Sotto il cielo di Roma" (Sob o céu de Roma, em tradução livre).

A produção é dedicada à vida de Pio XII e foi realizada pela emissora pública italiana Rai.

De acordo com Bento XVI, Eugenio Pacelli -- que exerceu seu pontificado entre 1939 e 1958 -- teve um "papel fundamental na salvação de Roma e de tantos perseguidos entre 1943 e 1944".

Tendo ocupado o cargo máximo da Igreja Católica durante toda a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), Pio XII é acusado pelos judeus de ter sido omisso perante a morte de milhões de hebreus no episódio que ficou conhecido como Holocausto.

A controvérsia entre representantes das duas religiões se intensificou em dezembro, quando Bento XVI assinou um documento atestando as "virtudes heroicas" de Pio XII, passo importante em seu processo de beatificação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host