Amauri se diz 'orgulhoso' de receber cidadania italiana

TURIM, 12 ABR (ANSA) - O atacante brasileiro Amauri, da Juventus, disse estar orgulhoso de receber a cidadania italiana -- o que deixará o caminho livre para uma possível convocação à seleção de futebol do país.

"É um dia que esperava há muito. A espera foi longa, mas depois de tantos anos sou italiano e estou muito orgulhoso", declarou o atleta, que joga na nação europeia desde 2000.

Amauri prestou seu juramente de fidelidade na tarde de hoje (horário local) em frente ao diretor da divisão local do Serviço Civil, Gianni Giacone.

"Hoje estou muito emocionado. Quanto à seleção, veremos. Agora sou verdadeiramente italiano e, se houver a oportunidade, serei o homem mais feliz do mundo", disse o jogador.

Desde o ano passado a imprensa especula sobre a possibilidade de que Amauri seja convocado para defender a Itália na Copa do Mundo da África do Sul, que começa em 11 de junho.

Em fevereiro, o treinador do time, Marcello Lippi, afirmou que não responderia a questionamentos sobre chamar Amauri, já que "por hora" ele era brasileiro. "Quando for italiano, veremos", respondeu o técnico.

As chances do atacante, porém, são diminuídas pelo fato de ele não ter disputado nenhum dos amistosos que visavam preparar a seleção para o Mundial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos