UOL Notícias Notícias
 

18/04/2010 - 08h50

Em Malta, Papa diz que homens precisam de 'misericórdia divina'

ANSA
VALLETTA, 18 ABR (ANSA) - O papa Bento XVI afirmou hoje, ao celebrar uma missa na Praça dos Celeiros, em Floriana, Malta, que os homens precisam da "divina misericórdia" para curarem as "feridas espirituais e as feridas do pecado".

"O fundamento de cada ministério pastoral na Igreja é o nosso amor pelo Senhor, que deve formar cada aspecto da nossa pregação e ensinamento, da celebração, do sacramento e do nosso tratamento ao povo de Deus", esclareceu o Pontífice.

Amar Deus "nos leva a amar aqueles que ele ama e a aceitar a tarefa de comunicar o seu amor", recordou Bento XVI, que ontem já havia dito que a Igreja "está ferida por nossos pecados", referindo-se aos casos de pedofilia que afligem o Vaticano, após a divulgação de denúncias contra membros do clero em vários países.

Na celebração do Regina Coeli, o Pontífice fez também um agradecimento aos malteses e a todos os católicos, "especialmente o calor da vossa devoção e o sustento das vossas orações para o meu ministério".

Por sua vez, os fiéis oraram por uma Igreja Católica "sem manchas nas futuras gerações". Em um texto lido por uma menina diante do Papa, os cristãos também recordaram que amanhã Bento XVI completará cinco anos como Pontífice.

"Por Sua Santidade, papa Bento XVI, que celebra amanhã o quinto aniversário de sua eleição como sucessor de Pedro e pastor da Igreja, para que, com a ajuda do Espírito Santo, possa escutar com devoção a palavra de Deus, preservando-a e ensinando-a fielmente", oraram.

Cerca de 40 mil pessoas acompanharam a missa celebrada esta manhã no país do Mediterrâneo. Muitos portavam cartazes e faixas desejando "boas-vindas" ao Papa.

Questionada sobre as ocorrências de abusos contra menores, denunciadas em nações de todo o mundo -- entre elas Alemanha, Brasil, Estados Unidos, Itália e África do Sul --, uma católica maltesa afirmou que tais episódios "não interferem em nossa fé em Deus e na Igreja e o Papa representa ambos".

Bento XVI chegou ontem a Malta, em ocasião do 1950º aniversário do naufrágio de São Paulo, e deu início à sua primeira viagem apostólica ao exterior deste ano. Hoje, ele poderia ainda se encontrar com vítimas de abusos sexuais dessa nação.

Após uma série de atividades programadas, o retorno a Roma está previsto para as 20h45 locais [15h45 no horário de Brasília] deste domingo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host