UOL Notícias Notícias
 

19/04/2010 - 18h40

Ex-governador uruguaio propõe criação de parque na fronteira com a Argentina

ANSA
MONTEVIDÉU, 19 ABR (ANSA) - O ex-governador uruguaio Oscar Lafluf sugeriu a criação de um parque na região da fronteira com a Argentina, país com o qual o Uruguai mantém um conflito diplomático, em símbolo "da irmandade" entre as duas nações.

A iniciativa ocorre um dia antes da deliberação do Tribunal Internacional de Justiça, em Haia, sobre a divergência quanto à fábrica de pasta de celulose UPM, ex-Botnia. Amanhã, a corte anunciará sua decisão sobre o processo argentino contra a instalação da companhia.

Localizada na cidade uruguaia de Fray Bentos, na divisa com a argentina Gualeguaychú, a indústria é acusada por ambientalistas do país vizinho de poluir o Rio Uruguai. Por este motivo, eles bloqueiam desde 2006 a ponte binacional General San Martín.

Por sua parte, o governo argentino questiona o fato de Montevidéu ter tomado uma decisão de forma unilateral, o que violaria um tratado bilateral.

Lafluf, que governou o departamento de Río Negro [cuja capital é Fray Bentos], disse ainda que o parque poderia se localizar na zona da ponte General San Martín.

Em campanha para as eleições departamentais, que acontecerão em maio, o ex-governador anunciou que, se eleito, impulsionará tal projeto.

Segundo ele, a ideia é criar um espaço verde com capacidade para cerca de 40 mil pessoas, onde haverá "atividades comuns". Ele afirmou esperar que o veredicto de amanhã "sirva para acabar com o bloqueio".

"O mais importante será recompor a relação entre os dois povos" e será necessário "muito tempo", declarou à ANSA.

Além de ser uma das mais fortes crises vividas por Argentina e Uruguai, os protestos de argentinos na fronteira tiveram grande impacto na vida dos cidadãos de Fray Bentos, com o fechamento de vários comércios e a diminuição do número de turistas na região.

A sentença de Haia deverá ser anunciada às 15h locais [10h no horário de Brasília]. Logo depois do parecer, os chanceleres dos dois países -- Luis Almagro [Uruguai] e Jorge Taiana [Argentina] -- coordenarão uma reunião entre seus respectivos presidentes, José Mujica e Cristina Kirchner.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host