UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 19h42

Em cinco anos, ex-presidente do Uruguai quadruplicou o seu patrimônio

ANSA
MONTEVIDÉU, 27 ABR (ANSA) - O ex-presidente uruguaio Tabaré Vázquez e o ex-vice-presidente do país Rodolfo Nin Novoa aumentaram significativamente os seus bens nos anos em que estiveram à frente do governo, de 2005 a 2010.

Segundo a imprensa local, o patrimônio de Vázquez passou de 2,9 milhões de pesos (equivalente a R$ 259.869,00) a 12,9 milhões de pesos (cerca de R$ 1,1 milhão) entre o dia 1º de março de 2005 e 28 de fevereiro de 2010, período em que comandou o Executivo do país. Já o de Nin Novoa foi de 300.000 pesos (R$ 26.883,00) a 7,3 milhões de pesos (R$ 654.153,00).

Os dados, que constam na declaração que ambos apresentaram à Junta de Transparência e Ética Pública, apontam que ao término de sua gestão, Vázquez tinha um salário de 229.780 pesos mensais (R$ 20.590,59) como presidente, 59.880 (R$ 5.365,85) como oncologista da Associação Espanhola e uma aposentadoria de 30.952 pesos (R$ 2.773,61).

Entre seus bens, há contas bancárias com 12,1 milhões de pesos (R$ 1 milhão), 20% de sua casa, estimados em 190.000 pesos (R$ 17.025,90); e um Toyota Hilux, no valor de 500.000 pesos (R$ 44.805,00).

Por sua vez, Nin Novoa ganhava 208.818 pesos (R$ 18.712,18) por seu cargo no gabinete de Vázquez e 185.818 pesos (R$ 16.651,15) por seus negócios agropecuários. Seu patrimônio era composto da terceira parte de um campo de 437 hectares, equivalente a 5,5 milhões de pesos (R$ 492.855,00) e uma conta bancária com 128.090 pesos (R$ 11.478,14), entre outros.

Vázquez, primeiro presidente socialista do país, pertence à coalizão Frente Ampla, a mesma que elegeu o seu sucessor, José Mujica, em novembro de 2009.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host