UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 14h43

Papa volta a defender os direitos dos imigrantes

ANSA
MÁLAGA, 27 ABR (ANSA) - O papa Bento XVI expressou hoje sua "firme esperança" de que os direitos dos imigrantes "sejam reconhecidos" e que "sejam favorecidas suas possibilidades de uma vida digna".

Bento XVI voltou a defender os imigrantes, uma de suas bandeiras, em uma mensagem enviada ao Congresso sobre Migrações, organizado pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) e iniciado hoje em Málaga (sul da Espanha).

No texto, lido por Dom Antonio Maria Vegliò, presidente do Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, o Pontífice também convidou os bispos a terem "uma atenção adequada a todos os que sofrem as consequências de ter abandonado sua pátria ou de sentir-se sem um país de referência".

Em sua recente visita ao arquipélago de Malta, no Mediterrâneo, Bento XVI falou sobre a questão dos imigrantes, pedindo ao governo local "tolerância" e "respeito" aos estrangeiros.

No último ano, em mensagem destinada ao 96º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado, Bento XVI referiu-se aos menores imigrantes, alertando que muitos destes acabam sendo vítimas da exploração e da discriminação.

Naquela ocasião, o líder da Igreja Católica pediu ainda a intervenção dos Estados e das organizações internacionais, para que os jovens tenham seus direitos garantidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    -0,68
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h49

    0,40
    68.625,85
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host