UOL Notícias Notícias
 

28/04/2010 - 13h12

Porta-voz do Vaticano nega hostilidade da imprensa contra Igreja em casos de abusos

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 28 ABR (ANSA) - O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, negou que haja hostilidade da mídia contra a Igreja na crise de pedofilia que envolve o clero, e apontou como um "grave erro" afirmar que os meios de comunicação são maldosos.

"Pode-se dizer que existem jornais e jornalistas negativamente orientados nos nossos enfrentamentos, e com eles pode até haver polêmicas, mas não é justo fazer recair sobre todos as dificuldades que temos com alguns", declarou o representante da Santa Sé.

Lombardi falou durante um encontro com participantes da VII edição do Seminário Profissional da Faculdade de Comunicação Institucional da Pontifícia Universidade da Santa Cruz, iniciado na segunda-feira e que termina hoje no Vaticano.

"É necessário evitar uma atitude de polêmica e fechamento e estabelecer um relacionamento aberto e sereno com os jornais, evitando generalizações", acrescentou o porta-voz.

"Não é verdadeiro que queremos a cultura do silêncio e da ocultação", garantiu ele, recordando como "um passo avante significativo" na comunicação pública da Santa Sé sobre pedofilia uma entrevista dada pelo Promotor de Justiça da Congregação para a Doutrina da Fé, Charles Scicluna, ao jornal dos bispos italianos Avvenire.

"É o sinal da boa direção através da qual andamos passo a passo", completou o porta-voz do Vaticano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host