UOL Notícias Notícias
 

05/05/2010 - 17h36

'Jamais adotaremos medidas contra os trabalhadores', diz Morales

ANSA
LA PAZ, 5 MAI (ANSA) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, manteve a proposta de aumentar em 5% os salários dos trabalhadores do país e indicou hoje que "jamais adotará medidas contra" a população, em meio a protestos contra sua política nesse setor.

"O presidente jamais adotará medidas contra os trabalhadores, mas eles também devem ter racionalidade pela Pátria e pelos outros setores" da sociedade, declarou Morales.

Além disso, o presidente prometeu que "seguirá melhorando" os salários e lembrou que essa ação necessitará de "investimentos".

No entanto, os dirigentes sindicais reiteraram o rechaço à proposta governista e garantiram que voltarão a protestar nos próximos dias.

Atualmente, os trabalhadores fabris pedem aumento de 12,5%, enquanto os do setor de saúde reivindicam de 25%.

Ontem, os manifestantes realizaram uma greve de 24h na capital La Paz. Um enfrentamento entre policiais e trabalhadores que tentavam incendiar o Ministério do Trabalho terminou com a prisão de 17 pessoas, além de um ferido.

Antes disso, a Polícia lançou gases contra o edifício, onde dirigentes sindicais mantinham greve de fome há dez dias.

Morales relacionou os protestos com uma suposta "infiltração da direita para confundir" os bolivianos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,79
    3,152
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h22

    1,18
    65.148,35
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host