UOL Notícias Notícias
 

05/05/2010 - 10h27

Papa comenta funções dos sacerdotes e cita a importância do matrimônio

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 5 MAI (ANSA) - O papa Bento XVI falou hoje sobre as funções e obrigações dos religiosos, comentou a importância do matrimônio e lançou uma "saudação particular" a Portugal, para onde viajará na semana que vem.

Sem se referir aos escândalos de pedofilia na Igreja surgidos recentemente, o Pontífice afirmou que uma "tensão para a perfeição moral precisa habitar cada sacerdote" e que os fieis devem ser próximos a eles, "com sua oração e apoio, especialmente nas dificuldades".

Durante a audiência geral desta quarta-feira, dedicada à figura dos padres, Bento XVI relembrou as atividades dos membros do clero, de "ensinar, santificar e governar", deixando os homens "em contato com Deus" através dos sacramentos e tendo em vista a própria "humildade" e "generosidade".

O Papa citou sua recente viagem à cidade italiana de Turim, no último domingo, quando visitou a exposição do Santo Sudário -- um tecido de linho puro que teria envolvido o corpo de Jesus após a crucificação. Segundo ele, o evento "nos convida a contemplar a face de Cristo, cuja missão redentora é hoje perseguida pelo ministério sacerdotal".

O Pontífice falou ainda sobre o matrimônio, assinalando que é "um instrumento de salvação, não só para as pessoas casadas, mas para toda a sociedade", já que "quem tem a sorte de nascer em uma família estável descobre a primeira e mais fundamental escola para uma vida virtuosa e as qualidades de uma boa cidadania".

Saudando os participantes do Congresso sobre a Família, que ocorrerá neste mês em Jönköping, Suécia, o chefe máximo da Igreja Católica disse que o "dom divino" do casamento e da vida familiar permite experimentar o sentimento que une Pai, Filho e Espírito Santo.

"Os serem humanos, feitos à imagem e semelhança de Deus, existem para amar e serem amados. Só o amor de Deus pode satisfazer plenamente nossas necessidades mais profundas, mas, através do amor entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, nos é oferecido uma prova do amor sem limites que nos espera na outra vida", ressaltou.

"Como qualquer objetivo verdadeiramente meritório, o amor familiar nos questiona, nos desafia, nos chama a estarmos preparados para sacrificar nossos próprios interesses pelo bem dos outros. Nos pede para exercitar a tolerância e oferecer o perdão. Nos convida a nutrir e proteger o dom de uma nova vida", apontou ele.

Bento XVI também se disse contente por sua iminente viagem apostólica a Portugal, onde visitará Lisboa, Fátima e Porto entre os dias 11 e 14 de maio. "Aproveito este momento para endereçar uma saudação particular ao querido povo de Portugal, país com uma história muito ligada ao Papa", disse ele.

"Estou muito feliz de poder visitar as 'Terras de Santa Maria' no décimo aniversário da beatificação dos Pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta Marto", acrescentou. "Saúdo todos cordialmente, sem excluir ninguém", completou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h49

    -0,08
    3,138
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host