UOL Notícias Notícias
 

06/05/2010 - 16h57

Paraguai: Polícia prende suposto membro de grupo armado EPP

ANSA
ASSUNÇÃO, 6 MAI (ANSA) - Agentes da Unidade Antissequestros da Polícia do Paraguai prenderam hoje Julián Dejesús Ortiz, uma das pessoas procuradas por supostamente pertencer ao grupo armado Exército Popular Paraguaio (EPP).

A detenção, a primeira relacionada ao EPP desde a declaração do Estado de Exceção em cinco departamentos do país, em 24 de abril, ocorreu a 50 quilômetros de Mariscal Estigarribia, zona oeste do Paraguai.

De acordo com o ministro do Interior, Rafael Filizzola, as autoridades tinham informações sobre o esconderijo de Ortiz desde o dia 1º de maio.

A imprensa paraguaia indicou que o preso deve ser transferido amanhã para a capital Assunção, onde comparecerá a uma audiência da justiça local.

Além disso, a Polícia segue com suas operações na mesma região para tentar capturar outro suposto membro do EPP, Severiano Martinez.

O Estado de Exceção foi solicitado pelo presidente do Paraguai, Fernando Lugo, sob a justificativa de que as Forças Armadas do país deveriam participar de ações de combate a esse grupo armado.

No entanto, nesta quinta-feira, o bispo Mario Medina classificou o EPP como "delinquentes que se unem para cometer maldades".

A organização criminosa é acusada de sete assassinatos, dois sequestros e de diversos atentados, um deles ao Palácio da Justiça.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host