UOL Notícias Notícias
 

07/05/2010 - 09h38

Ministro diz que Argentina já pagou US$ 1,86 bilhão de sua dívida externa

ANSA
BUENOS AIRES, 6 MAI (ANSA) - O ministro do Interior da Argentina, Florencio Randazzo, informou na noite de ontem que o governo da presidente Cristina Kirchner já pagou US$ 1,86 bilhão de sua dívida externa com as reservas disponibilizadas pelo Banco Central.

Randazzo explicou à imprensa que a nação sul-americana destinou esse valor ao pagamento de sua dívida pública e a organismos internacionais. Com a iniciativa, o país pretende quitar os débitos que mantém com investidores privados desde que decretou a moratória, em 2001.

O uso de US$ 4,4 bilhões das reservas de livre disponibilidade do BC foi aprovado nesta semana no Senado, com ampla maioria.

A intenção do governo de usar o dinheiro do Banco Central gerou uma crise interna há alguns meses, quando o então titular da instituição, Martín Redrado, se posicionou contrário à medida recusando-se a deixar o cargo -- conforme pedido feito por membros do gabinete de Cristina.

A presidente demitiu o funcionário através de um decreto, bloqueado pela juíza María José Sarmiento ao ordenar a restituição de Redrado. O então chefe do BC acabou pedindo demissão no final de janeiro.

Em seu lugar, a mandatária designou Mercedes Marcó del Pont. Em março, a nova titular da instituição financeira defendeu no Senado o uso das reservas de livre disponibilidade para o pagamento da dívida.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host