UOL Notícias Notícias
 

10/05/2010 - 18h51

Colômbia-Eleições: Uribe pede que população fique alerta e denuncie anomalias

ANSA
BOGOTÁ, 10 MAI (ANSA) - O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, pediu hoje que a população do país fique alerta sobre a possibilidade de atentados nas eleições do próximo dia 30 e denuncie "oportunamente qualquer anomalia".

De acordo com o mandatário, os ataques seriam realizados por um setor da guerrilha Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e já foram descobertos pelo governo do país.

"A inteligência das Forças Armadas tomou conhecimento de que o grupo narcoterrorista Farc, através de sua coluna 'Teófilo Forero', pretende afetar o processo democrático com ações criminais", indicou Uribe.

O presidente colombiano também explicou que o plano dos guerrilheiros era "se fazer passar por soldados ou policiais", assim como fizeram no ano passado para sequestrar e assassinar o então governador de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar.

Hoje, a Colômbia ofereceu uma recompensa de 100 milhões de pesos colombianos (R$ 90 mil) para quem fornecer mais informações sobre os objetivos das Farc para o dia do pleito presidencial.

Além disso, o diretor da Polícia Nacional, general Oscar Naranjo, garantiu que já foram designados grupos especiais para investigar as ameaças contra o candidato à presidência pelo Partido Verde (PV), Antanas Mockus.

Além de Mockus, também estão na disputa Juan Manuel Santos, Noemi Sanín, Rafael Pardo, Gustavo Petro, Germán Vargas Lleras, Jaime Araújo Renteria, Róbinson Devia e Jairo Calderón.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h09

    0,90
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h13

    -1,02
    74.618,95
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host