UOL Notícias Notícias
 

12/05/2010 - 14h47

Em Fátima, Papa homenageia a Virgem Maria e recorda atentado a João Paulo II

ANSA
FÁTIMA, 12 MAI (ANSA) - O papa Bento XVI, que chegou a pouco depois das 17h30 locais [13h30 no horário de Brasília] ao Santuário de Fátima, ressaltou hoje sua devoção à Virgem Maria, além de recordar o seu antecessor direto, João Paulo II, falecido em 2005.

Em visita à Capelinha das Aparições na Esplanada do Santuário de Fátima, no segundo dia de sua viagem apostólica a Portugal, Bento XVI deu início à sua oração, na qual enfatizou o papel de Nossa Senhora.

"Nossa Senhora e Mãe de todos os homens e mulheres, estou aqui como um filho que vem visitar sua mãe, e o faz na companhia de uma multidão de irmãos e irmãs", declarou o Pontífice, em meio aos milhares de fiéis e peregrinos provenientes de diversas partes do mundo.

Entre outros pontos, ele falou sobre o "Coração Imaculado" da Virgem Maria e das "alegrias e esperanças, não apenas problemas e sofrimentos, de todos estes seus filhos e filhas".

Bento XVI também recordou o atentado sofrido por seu antecessor, João Paulo II, que amanhã completará 29 anos, mesmo dia em que se celebra o 93º aniversário da primeira aparição da Virgem aos três pastorinhos de Fátima.

"Venerável papa João Paulo II, que te visitou por três vezes, aqui em Fátima, e agradeceu por aquela 'mão invisível' que o salvou da morte no atentado de 13 de maio, na Praça de São Pedro", continuou Joseph Ratzinger, lembrando que Nossa Senhora não está somente coroada com "o ouro", mas também com a representação do sofrimento, referindo-se claramente a um dos projéteis que atingiram João Paulo II, que está incrustado na coroa da Virgem.

Ainda durante a visita, Bento XVI ofereceu uma Rosa de Ouro [tradicional oferta da Santa Sé] ao Santuário de Fátima "como homenagem da gratidão do Papa pelas maravilhas que onipotentemente realizou por meio dos corações de tantos peregrinos a esta tua casa materna".

Segundo a tradição cristã, a Virgem Maria apareceu pela primeira vez a três crianças de Fátima em 13 de maio em 1917. Depois, em novas aparições, Nossa Senhora realizou recomendações, profecias e entregou três mensagens, que mais tarde passaram a ser chamadas de "o segredo de Fátima".

Das três crianças -- Jacinta, Francisco e Lúcia -- apenas a última sobreviveu. Foi ela quem redigiu tais revelações. As duas primeiras partes abordavam a imagem do inferno e a informação sobre a morte das duas crianças; e o anúncio do fim da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) e do início da Segunda Guerra (1939-1945), respectivamente.

Já a terceira, que permaneceu em sigilo por décadas, foi revelada apenas em 2000 e, segundo estudo do próprio Ratzinger divulgado na época, referia-se justamente ao ataque sofrido por João Paulo II em 1981. Naquele ataque, ele foi atingido por dois disparos, que o deixaram gravemente ferido na região do abdômen, no braço direito e na mão esquerda.

Bento XVI ainda tem uma série de atividades para esta noite e, amanhã, celebrará uma missa na Esplanada do Santuário de Fátima, onde são esperados cerca de 400 mil fiéis. Sua viagem apostólica terminará na próxima sexta-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host