UOL Notícias Notícias
 

15/05/2010 - 14h05

Número de mortos em consequência de terremoto no Chile sobe para 521

ANSA
SANTIAGO DO CHILE, 15 MAI (ANSA) - O subsecretário do Interior do Chile, Rodrigo Ubilla, entregou um novo balanço oficial de 521 vítimas fatais identificadas e 56 desaparecidos devido ao terremoto que atingiu o país no último dia 27 de fevereiro.

O relatório divulgado hoje traz um aumento de 35 mortos na comparação com o último documento sobre o assunto, encaminhado ao governo em 7 de abril. Já o número de pessoas das quais não se tem notícia diminui em 23.

Ubilla destacou que, no caso dos desaparecidos, sua declaração de morte presumida poderá ser estabelecida por volta do dia 27 deste mês, quando forem completados três meses da tragédia.

Isso acontecerá porque no final de abril foi aprovada uma lei que estabelece a exceção para o reconhecimento jurídico desta condição no caso das regiões afetadas pelo abalo sísmico e pelo tsunami que o seguiu.

"Tradicionalmente, a lei estabelece um ano de prazo desde o momento que se faz a denúncia até que o juiz determina a condição de desaparecido", explicou o subsecretário, relembrando que o período de tempo foi diminuído para 90 dias.

O tremor de terra que atingiu o Chile na madrugada do dia 27 de fevereiro afetou boa parte da região centro-sul do país e causou prejuízos estimados em US$ 30 bilhões, segundo informações oficiais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host