UOL Notícias Notícias
 

15/05/2010 - 15h30

Padre belga suspeito de pedofilia está refugiado no Peru

ANSA
LIMA, 15 MAI (ANSA) - O sacerdote belga Jef Van Den Ouweland, de 53 anos, denunciado por suposto abuso sexual contra três menores entre 1982 e 1983, está no Peru, onde se refugiou há mais de 20 anos.

Segundo informou a imprensa local neste sábado, o padre se encontra na região de Moquegua, cerca de 1.100 quilômetros ao sul de Lima.

Van Den Ouweland é o encarregado de uma instituição educacional e celebra missas no distrito de Ichuña, na província de General Sánchez Cerro. Ele também dá aulas de idiomas e, de acordo com moradores, "sempre trabalhou pela comunidade".

Sob ordem das autoridades eclesiásticas locais, o belga foi suspenso temporariamente de suas funções, enquanto durarem as investigações sobre ele em seu país de origem. Também não foi descartado um pedido de extradição do europeu nos próximos meses.

Segundo um informe de Jorge Carrión, bispo da diocese de Puno -- à qual está subordinada a paróquia de Ichuña -- "Van Den Ouweland não foi denunciado por delitos similares no Peru".

Ainda de acordo com informações reportadas pela imprensa peruana, Carrión garantiu que o suposto padre pedófilo se comprometeu a colaborar com as investigações.

A Bélgica é um dos países onde casos de pedofilia que envolvem religiosos católicos vieram à tona recentemente. Em abril, o então bispo de Bruges, Roger Vangheluwe, teve sua renúncia aceita pelo papa Bento XVI, após enviar ao Vaticano uma carta na qual admitiu ter abusado sexualmente de uma criança durante anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host