UOL Notícias Notícias
 

31/05/2010 - 12h17

Secretaria do PT condena ataque de Israel contra frota de ativistas pró-Palestina

ANSA
BRASÍLIA, 31 MAI (ANSA) - A Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores (PT) "condena a agressão praticada por tropas do governo de Israel" contra navios que levavam ajuda humanitária à Faixa de Gaza, conforme consulta feita pela ANSA.

Fontes da secretaria afirmaram que o ataque ocorrido nesta segunda-feira "só confirma o acerto" do presidente Luiz Inácio Lula da Silva "e de todos que estão buscando uma solução pacífica para os conflitos do Oriente Médio".

Na madrugada de hoje, horário local, uma frota com seis navios foi interceptada pela Marinha de Israel ainda em águas internacionais. Ocupantes de uma das embarcações, "Mavi Marmara", de bandeira turca, resistiram ao controle e houve confrontos.

Israel confirmou a morte de pelo menos dez pessoas, mas o grupo islâmico Hamas, que denunciou o ataque, e a imprensa local citam que o número de vítimas fatais pode ser superior a 20.

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) foi convocado para uma reunião de emergência na sede da entidade, em Nova York.

De acordo com porta-vozes da divisão de Relações Internacionais do PT, o organismo também deveria condenar a operação. Segundo eles, o conselho precisaria "exigir do governo de Israel que cumpra as decisões da ONU referentes à Palestina".

Mais cedo, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, havia se declarado "chocado" devido ao ataque e rechaçado o episódio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h00

    0,00
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h09

    0,01
    75.999,98
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host