UOL Notícias Notícias
 

04/06/2010 - 09h46

Papa desembarca em Chipre após saudar povo italiano

ANSA
ROMA, 4 JUN (ANSA) - O papa Bento XVI abençoou o povo italiano antes de partir com destino a Chipre, país no qual desembarcou há pouco e onde permanecerá em viagem apostólica até o domingo, e falou de seus "fervorosos desejos por um bem-estar espiritual, civil e social".

"No momento no qual deixo Roma para ir em visita pastoral a Chipre para entregar o documento de trabalho da Assembleia Especial para o Oriente Médio do Sínodo dos Bispos que acontecerá no Vaticano no próximo outubro, gostaria de endereçar a você, senhor presidente, a minha saudação deferente", disse o Pontífice em um telegrama ao chefe de Estado italiano, Giorgio Napolitano.

Em resposta, o presidente da nação europeia agradeceu a mensagem e afirmou que a viagem "no coração do Mediterrâneo oriental assum um particular significado" tanto pela solene entrega do Instrumento laboris para a reunião dos prelados -- "a qual todos olham com grande interesse e sincera participação" -- quanto por ocorrer "no único país da União Europeia onde permanece ainda uma cortina de separação entre dois povos".

Chipre, independente desde 1960, foi dividido em 1974 com a invasão da Turquia após uma tentativa de golpe de Estado promovida por militares pró-gregos. Os turcos ocuparam a parte norte do país, onde vivia uma maioria islâmica desta etnia, tomando controle sobre 40% do território. Bento XVI ficará hospedado na Linha Verde, zona confiada aos soldados da Organização das Nações Unidas (ONU), e não irá à parte da ilha dominada pelos turcos.

Para Napolitano, esta separação é "um símbolo que nos convida a refletir e agir a fim de que as barreiras que dividem os homens se transformem em pontos de pacífica convivência e respeito recíproco".

"Estou certo de que também nesta circunstância sua constante e reiterada mensagem de paz e esperança oferecerá a todos renovada confiança no futuro. Ao desejar pleno sucesso em sua missão, apraz-me renovar-lhe os sentidos da minha profunda estima e consideração", disse o chefe de Estado italiano ao Papa.

O líder máximo da Igreja Católica também enviou uma mensagem ao presidente da Grécia, Karolos Papoulias. "Sobrevoando o solo helênico" para chegar a Chipre, "peço ao senhor acompanhar o povo grego e suscitar em seu seio uma renovada solidariedade", afirmou o Papa.

O avião que levou o chefe de Estado do Vaticano partiu às 9h51 locais. Antes da decolagem, Bento XVI foi cumprimentado pelo subsecretário da presidência do Conselho de Ministros da Itália, Gianni Letta, que representou o governo do país e com o qual conversou cordialmente.

Acompanhado pelo secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, entre outras autoridades religiosas, o Pontífice acenou sorridente para os jornalistas antes que as portas da aeronave se fechassem.

Esta é a 16ª missão internacional de Bento XVI, a terceira em 2010 depois das visistas a Malta, em abril, e a Portugal, em maio. Na agenda para os próximos dias há encontros com o Arcebispo de Chipre, Chrysostomos II e com a pequena comunidade católica local.

Ainda nesta sexta-feira, o Papa irá à área arqueológica da igreja de Agia Kiriaki Chrysopolitissa de Paphos, na qual presidirá uma celebração ecumênica, e se dirigirá a Nicosia, onde ficará hospedado na Nunciatura Apostólica da capital do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,63
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,87
    65.667,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host