UOL Notícias Notícias
 

11/06/2010 - 19h50

Argentina apresentará decreto contra bloqueio de ponte que liga o país ao Uruguai

ANSA
BUENOS AIRES, 11 JUN (ANSA) - O governo argentino apresentará até segunda-feira um decreto para que a Justiça da cidade de Concepción del Uruguay aceite a denúncia contra os manifestantes que bloqueiam a ponte binacional que liga a localidade de Gualeguaychú a Fray Bentos, no Uruguai.

O decreto, que já foi firmado pela presidente Cristina Kirchner, autoriza o procurador-geral Joaquín Da Rocha a se apresentar como denunciante no processo do bloqueio da ponte General San Martín, mobilização iniciada há mais de quatro anos para protestar contra a fábrica de pasta de celulose UPM (ex-Botnia), considerada poluente pelos ativistas.

A decisão de retirar os manifestantes do local foi tomada recentemente, após a Corte Internacional de Justiça, com sede em Haia, ter anunciado o seu parecer sobre o caso.

No último mês de abril, em seu veredicto sobre a ação apresentada pela Argentina, o tribunal -- embora tenha acatado a posição do governo de Cristina Kirchner -- informou que a empresa não polui a região, o que acabaria com os protestos.

Para o ministro da Justiça, Julio Alak, com essa posição, a manifestação torna-se uma "atitude teimosa", já que "não restam desculpas para manter bloqueada uma ponte que nos une a um país irmão".

Por sua vez, o presidente do Uruguai, José Mujica, cujo país é fortemente afetado pela medida dos manifestantes, afirmou à revista Búsqueda que "já julgou o que teria que julgar, e agora espero sentado", colocando a Argentina como responsável pela resolução do conflito.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h00

    -0,48
    3,267
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h08

    1,04
    63.885,64
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host