UOL Notícias Notícias
 

11/06/2010 - 10h33

Colômbia-Eleições: Debate entre presidenciáveis esquenta com o tema de corrupção

ANSA
BOGOTÁ, 11 JUN (ANSA) - O primeiro debate entre os candidatos à presidência da Colômbia, o governista Juan Manuel Santos e o opositor Antanas Mockus, em vista do segundo turno das eleições, foi marcado por discussões em torno da luta contra a corrupção.

Promovido ontem pela emissora CityTV, com cerca de duas horas de duração, as discussões começaram quando o candidato do Partido Verde (PV) questionou o governista, postulante pelo Partido Social da Unidade Nacional, sobre seu programa para combater a corrupção.

Mockus disse ainda que Santos representa a continuidade do atual presidente, Álvaro Uribe, "de um governo corrupto que usa 'o atalho' para conseguir seus objetivos, sob o argumento de que os fins justificam os meios".

Ao se defender, o candidato do governo voltou a propor um acordo de unidade nacional e atacou o adversário, que se acha "o único dono da honestidade, enquanto os demais colombianos somos uns bandidos".

Santos e Mockus também falaram sobre o Tratado de Livre Comércio (TLC) firmado com os Estados Unidos, ainda não ratificado pelo Congresso norte-americano; ações da atual administração e outras das propostas de seus programas de governo.

Questionados pelos moderadores sobre o que os diferenciam, Mockus retomou suas duas administrações à frente do município de Bogotá e afirmou ter "algo de bastardo, porque venho de um espaço de maior diversidade e teria que me adaptar ao clientelismo, mas não o fiz. Por isso, minha sociedade me tem aqui, porque não sou como doutor Santos e a elite que o acompanha".

Santos, por sua vez, respondeu ao adversário dizendo que não pôde escolher onde iria nascer, mas "sim onde servir ao meu país, nos ministérios do Comércio, da Fazenda e da Defesa. Busquei me unir a todos os setores, diferentemente do professor Mockus, que decidiu ir sozinho (...). Acredito na mudança, que todos unidos podemos conseguir grandes coisas para o país".

De acordo com uma pesquisa de intenções de voto, também divulgada na quinta-feira, Santos aparece com ampla margem de vantagem, com 66,5% dos votos, contra 27,4% do opositor.

No primeiro turno das eleições, realizado no último domingo de maio, o ex-prefeito de Bogotá obteve 21,49% dos votos, enquanto Santos conseguiu 46,54%. O segundo turno ocorre no próximo dia 20.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host