UOL Notícias Notícias
 

11/06/2010 - 19h09

Governo peruano minimiza possibilidade de atentado do Sendero Luminoso

ANSA
LIMA, 11 JUN (ANSA) - O ministro peruano da Defesa, Rafael Rey, minimizou hoje a possibilidade de ser alvo de um ataque por parte da guerrilha Sendero Luminoso, diante das ameaças que seguidores do grupo teriam feito e que foram divulgadas pela imprensa.

Questionado pela ANSA sobre a possibilidade de um atentado, Rey explicou que os serviços de Inteligência do Exército detectaram há um mês tal intimidação por meio de "duas fontes", mas repudiou a hipótese de agressão.

Por outro lado, advertiu que as Forças Armadas e a Polícia "estão preparadas", em qualquer parte do país, para conter qualquer tipo de agressão ou ação narcoterrorista.

O ministro denunciou ainda que os seguidores do Sendero Luminoso, que se autoproclama Partido Comunista do Peru, opera de forma conjunta com narcotraficantes em zonas de cultivo ilegal de folha de coca, matéria-prima para a elaboração da cocaína.

Desde 1992, quando o líder e fundador dessa guerrilha, Abimael Guzmán, foi preso em Lima, as atividades do grupo se tornaram menos frequentes. De acordo com a Comissão da Verdade e Reconciliação, os conflitos entre os militantes e as forças do país já deixaram 69 mil mortos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,71
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,37
    64.938,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host