UOL Notícias Notícias
 

11/06/2010 - 15h59

ONU cumprimenta Justiça colombiana por condenação de coronel

ANSA
BOGOTÁ, 11 JUN (ANSA) - A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, exaltou hoje a decisão da Justiça colombiana de condenar um coronel do Exército na reserva por crimes de lesa-humanidade cometidos há 25 anos.

Pillay também pediu ao governo colombiano que "acate e respeite a sentença" ditada pela juíza María Stella Jara, além de solicitar a Bogotá que "adote todas as medidas necessárias para continuar garantindo a segurança" da magistrada, que tem sido alvo de ameaças.

Jara condenou Alfonso Plazas Vega a 30 anos de prisão pelo desaparecimento de civis em 1985 durante invasão do Palácio da Justiça.

O militar estava no comando naquela ocasião, quando a sede do Judiciário foi ocupada por membros do grupo Movimento 19 de Abril (o M-19). A ação deixou ainda 55 mortos, além de dezenas de feridos e os 11 desaparecidos.

O pedido de Pillay é feito um dia depois do presidente do país, Álvaro Uribe, ter criticado a decisão judicial. "O que está se construindo é um panorama de insegurança jurídica que atenta contra o controle da ordem pública na Colômbia", declarou o mandatário ao comentar a sentença.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host