UOL Notícias Notícias
 

11/06/2010 - 18h34

Venezuelano em greve de fome recebe ajuda da Cruz Vermelha

ANSA
CARACAS, 11 JUN (ANSA) - O produtor rural Franklin Brito, que há mais de três meses está em greve de fome para protestar por uma disputa de terras com o governo, recebeu hoje ajuda médica da Cruz Vermelha autorizada por um tribunal, informaram seus familiares.

O agricultor reivindica a revogação da posse de suas terras expropriadas em 2005, no estado de Bolívar, ao sul do país, e pede também uma indenização.

Brito está há cinco meses em um hospital militar de Caracas, para onde foi levado pelas autoridades contra sua vontade, segundo sua filha Angela.

Além do jejum, o homem se negou a tomar água por alguns dias como maneira de exigir que a Cruz Vermelha da Venezuela o visitasse, já que se negava a ser atendido por médicos locais.

A filha disse à imprensa que o pai recebeu água e soro, mas não pode ser hidratado através das veias devido a seu estado. "Ele está muito magro, com 43 quilos", afirmou a jovem.

Ontem, o vice-presidente venezuelano, Elías Jaua, acusou a oposição de manipular o caso para "induzir Brito a morte" com o objetivo de desprestigiar o governo, e garantiu que o Estado cuidará de sua saúde enquanto ele estiver no hospital.

Jaua também reiterou que o governo já ratificou a propriedade privada do agricultor em 1999, por meio da entrega de um título oneroso da administração agrária.

Esta não é a primeira vez que Brito realiza este tipo de protesto. Ele já se manteve sem se alimentar por pelo menos outras cinco vezes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h00

    0,45
    3,172
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h04

    0,31
    74.671,37
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host