UOL Notícias Notícias
 

16/06/2010 - 10h36

Bento XVI receberá ex-bispo alemão que pediu renúncia após denúncias de abuso

ANSA
CIDADE DE VATICANO, 16 JUN (ANSA) - O papa Bento XVI irá se reunir com o ex-bispo alemão de Augsburgo Walter Mixa, que apresentou sua renúncia no início do ano em meio a denúncias de abusos sexuais contra menores.

O porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, disse À ANSA que o Pontífice "receberá nas próximas semanas o ex-bispo, mas não está previsto que seja discutida a aceitação de sua demissão, publicada no último dia 8 de maio".

Recentemente, em uma entrevista ao jornal Die Welt, Mixa teria demonstrado intenção de pedir ao Vaticano a revogação da decisão. O religioso denunciou "um complô" que o teria forçado à renúncia e expressou seu desejo de continuar, de qualquer modo, seu trabalho de "ajuda espiritual".

Mixa pediu seu desligamento em uma carta enviada à Santa Sé em abril. Ele confessou ter maltratado crianças de um internado no qual exercia as funções de padre e professor. A imprensa alemã ressaltou que também há suspeitas de irregularidades financeiras em um orfanato gerido pelo ex-bispo.

O religioso era conhecido por sua postura ultraconservadora, já que em algumas ocasiões relacionou casos de assassinato ao ateísmo, e os episódios de pedofilia à revolução sexual dos anos 1960, de acordo com os jornais locais.

No início do ano, o presidente da Conferência Episcopal Alemã (DBK, na sigla em alemão), Robert Zollitsch, pediu para Mixa considerar a hipótese de se afastar temporariamente da diocese de Augsburgo, atitude inédita na história recente da Igreja Católica do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    -0,33
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h00

    1,51
    62.602,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host