UOL Notícias Notícias
 
01/07/2010 - 18h14 / Atualizada 01/07/2010 - 18h20

Paraguai: Presidência nega que Lugo tenha solicitado retirada de livro sobre paternidade

ANSA
ASSUNÇÃO, 1 JUL (ANSA) - A presidência paraguaia negou hoje que tenha mandado retirar de circulação um livro que mencionava os processos que envolvem o mandatário Fernando Lugo em solicitações de reconhecimento de paternidade.

Trata-se da Enciclopedia Biográfica Paraguaya del Bicentenario, do jornalista e historiador Luis Verón. O livro foi preparado para os 200 anos da independência, que serão comemorados nos dias 14 e 15 de maio de 2011.

Ao noticiar a retirada da publicação por suposta ordem do Executivo, Verón disse que "o presidente não gosta que falem que tem filhos".

A titular da comissão das festividades dedicadas ao Bicentenário, Margarita Morselli, também confirmou que a obra foi retirada de circulação.

O governo, por sua vez, assegurou hoje em comunicado que Lugo "nem sequer tinha conhecimento do conteúdo", negando sua responsabilidade sobre a questão.

Até hoje, três mulheres já acusaram o presidente paraguaio de ser pai de seus filhos, que teriam sido concebidos quando ele era bispo da Igreja Católica -- cargo que deixou de ocupar apenas para concorrer às eleições, em 2008. Em abril passado, Lugo reconheceu a paternidade de um menino.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host