UOL Notícias Notícias
 
02/07/2010 - 12h00 / Atualizada 02/07/2010 - 12h55

Uribe diz que ataque contra discoteca é 'muito triste' e cobra ações das autoridades

ANSA
BOGOTÁ, 2 JUL (ANSA) - O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, classificou hoje como muito grave o ataque realizado nesta madrugada em uma discoteca da região metropolitana de Medellín, que deixou pelo menos oito vítimas fatais.

"É muito triste este massacre", lamentou o mandatário, segundo reportou a imprensa local, sem descartar que o atentado tenha sido provocado como ajuste de contas entre organizações de tráfico de drogas.

"O fenômeno criminoso do narcotráfico segue com enorme capacidade de fazer dano. Temos que fazer mais no governo, nas Forças Armadas e na Justiça", exortou Uribe, que deixará o Executivo colombiano em 7 de agosto.

Ele assegurou que vai acelerar sua agenda a fim de poder viajar o mais rápido possível a Medellín para convocar um conselho extraordinário de segurança, perante o que classificou como um preocupante índice de criminalidade nesta região, no noroeste do país.

O presidente determinou ainda que o diretor da Polícia Nacional, general Oscar Naranjo, inicie investigações que levem ao esclarecimento do atentado desta madrugada.

"Me preocupa que haja debate sobre o que deve haver debate. Me preocupa que a preocupação seja que se elevem as penas de porte ilegal de armas, quando a preocupação tem que ser como evitamos que estes bandidos sigam matando os cidadãos", afirmou.

O ataque realizado por homens armados contra a discoteca ocorreu por volta da meia-noite na Colômbia (2h desta sexta-feira no horário de Brasília). Além de pelo menos oito mortos, a ação deixou outras 13 pessoas feridas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host