UOL Notícias Notícias
 
04/07/2010 - 14h35 / Atualizada 04/07/2010 - 14h47

Em Sulmona, Papa se reúne com grupo de presos

ANSA
SULMONA, 4 JUL (ANSA) - O papa Bento XVI, que realiza uma visita à cidade italiana de Sulmona (centro do país), se reuniu hoje com um grupo de cinco detidos da penitenciária local na Casa Sacerdotal do Centro Pastoral Diocesano da cidade.

Segundo informou o vice-diretor da sala de imprensa do Vaticano, padre Ciro Benedettini, o encontro durou cerca de oito minutos, mas "foi muito intenso" e teve momentos de profunda comoção.

"Estou feliz por estar entre vós, gostaria de encontrar-me com todos. Os levarei no meu coração e desejo que possam encontrar vossos caminhos e dar a vossa contribuição à sociedade de acordo com vossas capacidades e com os dons que Deus lhes deu", disse o Papa, segundo relato de Benedettini.

Para o padre Franco Messori, capelão do centro de detenção, essa visita demonstra "a atenção da Igreja em relação a todo o mundo dos reclusos".

Mais cedo, em encontro com jovens da região, Bento XVI falou sobre a fé e a oração, que "não resolvem os problemas, mas permitem enfrentá-los com uma boa luz e uma força nova, de forma digna, e ainda de modo mais sereno e eficaz".

O Pontífice voltou a recordar as ações de seu predecessor Celestino V, que "sabia agir com a consciência, por isso, sem medo e com grande coragem, também nos momentos difíceis, como aqueles relacionados ao seu breve pontificado, não temendo perder a dignidade".

A visita pastoral de Bento XVI a Sulmona, localidade da província de L'Aquila, ocorre por ocasião do 8º centenário do nascimento de São Pedro Celestino V, papa que renunciou ao posto em 1924, seis meses após sua eleição.

Pela manhã, ao celebrar uma missa na Praça Garibaldi, o Papa recordou a vida de Celestino V, que "amadureceu uma experiência viva da beleza da criação, obra das mãos de Deus: sabia acolher o sentido profundo, respeitava os sinais e ritmos, usava aquilo que era essencial para a vida".

Bento XVI encerra sua viagem após a veneração das relíquias de São Panfilo e de São Celestino V na Cripta da Catedral de Sulmona. Seu retorno a Roma, onde localiza-se o Estado da Cidade do Vaticano, está previsto para esta tarde.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,97
    3,127
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,99
    64.389,02
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host