UOL Notícias Notícias
 
05/07/2010 - 17h46 / Atualizada 05/07/2010 - 19h01

Justiça paraguaia decreta prisão de narcotraficante brasileiro

ANSA
ASSUNÇÃO, 5 JUL (ANSA) - A juíza paraguaia Patricia González decretou hoje a prisão preventiva e fez o reconhecimento do narcotraficante brasileiro Irineu Domingo Soligo, conhecido como Pingo, detido no sábado passado na região da fronteira com o Brasil.

Pingo foi detido numa fazenda no departamento de Amambay na Operação Tamarindo. Ele figurava entre os narcotraficantes mais procurados pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e também era procurado pela Interpol, a polícia internacional.

O brasileiro é considerado um dos chefes do crime organizado na fronteira entre os dois países e acusado ter vínculos com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC). De sua residência, em território paraguaio, ele comandava uma rede de tráfico internacional de drogas.

Também há um pedido brasileiro pela extradição do traficante, que é condenado a duas penas no Brasil -- uma de 15, em Passo Fundo (RS), e outra de 26 anos, em Campo Grande (MS) --, de acordo com a Senad.

O advogado de Soligo, Pedro Marinoni, afirmou que contestará a extradição, pois considera que seu cliente não terá "as garantias suficientes" em seu país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host