UOL Notícias Notícias
 
05/07/2010 - 18h43 / Atualizada 05/07/2010 - 19h01

Mãe de dissidente cubano em greve de fome confirma 'graves condições' do filho

ANSA
HAVANA, 5 JUL (ANSA) - O opositor cubano Guillermo Fariñas, em greve de fome há mais de quatro meses, está "em estado grave" e espera-se a sua reação a um tratamento médico, informou hoje à ANSA a mãe do dissidente, Alicia Hernández.

Hernández confirmou o que havia sido divulgado pela imprensa do país no último sábado sobre o estado de saúde do filho. Segundo ela, agora ele está sendo medicado "e esperamos que reaja".

No fim de semana, em declarações ao jornal Granma, o doutor Armando Caballero, que atende o grevista em um hospital de Santa Clara, apontou que Fariñas está "em perigo potencial de vida" e revelou que ele sofre de um coágulo na jugular.

Por sua vez, Hernández, que conversou com a ANSA por telefone, apontou ainda que "neste momento só quero referir-me à situação de saúde de meu filho e não fazer consideração política".

Fariñas iniciou o protesto em fevereiro, logo após a morte de Orlando Zapata, que faleceu depois de 85 dias sem se alimentar e reivindicava a libertação dos presos políticos da ilha. Assim como o outro dissidente, o psicólogo e jornalista mantém pedido semelhante por 26 detidos que estão doentes.

Ontem, a porta-voz do opositor, Licet Zamora, afirmou que Fariñas decidiu continuar a greve. Segundo a representante, ele estaria preparando um comunicado, que poderia abordar a notícia divulgada pela publicação oficial de Cuba.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host