UOL Notícias Notícias
 
06/07/2010 - 18h10 / Atualizada 06/07/2010 - 18h53

Igreja Católica na Venezuela repudia críticas de Chávez contra cardeal

ANSA
CARACAS, 6 JUL (ANSA) - A Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), forte crítica ao governo do presidente Hugo Chávez, repudiou hoje as críticas feitas pelo chefe de Estado do país contra um de seus cardeais na última segunda-feira.

Ontem, Chávez chamou o religioso Jorge Urosa Sabino de "indigno" e "troglodita" após este ter afirmado que o governo leva o país ao "comunismo".

"Mande uma mensagem a sua Santidade (...), que enquanto estes bispos mandem aqui, nos sentiremos bem longe" da hierarquia católica, disse também o presidente venezuelano, que afirmou ainda que seu país "não merece um cardeal como esse".

Por sua vez, hoje, o secretário da CEV, Jesús González, rejeitou tais declarações, considerando-as "abuso do poder".

"Quando se pretende intervir em todos os âmbitos da vida nacional, todos devemos estar atentos ante as pretensões hegemônicas do presidente", declarou González, em entrevista à emissora Globovisión.

"Como legítimos pastores do povo de Deus, de um povo majoritariamente católico, temos atuado para iluminar a consciência dos venezuelanos", como nos "assuntos que dizem respeito à sociedade venezuelana", apontou.

A Igreja Católica na Venezuela se postula contra as medidas governamentais de Chávez e mantém conflitos frequentes com as autoridades locais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host