UOL Notícias Notícias
 
07/07/2010 - 09h03 / Atualizada 07/07/2010 - 10h05

Papa diz que liberdade não existe sem verdade e exorta fé

ANSA
CIDADE DO VATICANO, 7 JUL (ANSA) - O papa Bento XVI declarou nesta quarta-feira que a liberdade não existe sem a verdade, e que custodiar "a fé em Cristo" e a "comunhão com Pedro" como um bem precioso é dever e orgulho de todos os cristãos.

Na audiência geral de hoje, o Pontífice recordou a figura do teólogo franciscano Giovanni Duns Scoto, que entre os séculos XIII e XIV preferiu renunciar à docência em Paris e abandonar a França antes de trair o papa Bonifácio VIII, à época sob ataques do rei Felipe, o Belo.

O exemplo de Scoto "nos convida a recordar quantas vezes na história da Igreja os fieis encontraram hostilidades e perseguição devido a sua fidelidade e dedicação a Cristo, à Igreja e ao Papa. Nós todos olhamos com admiração estes cristãos", explicou Bento XVI.

Durante seu pronunciamento, o chefe de Estado do Vaticano assinalou que "a liberdade é autêntica, e ajuda a construção de uma civilidade verdadeiramente humana só quando é reconciliada com a verdade".

"A história moderna, além da nossa experiência cotidiana, nos ensina que se a liberdade é dissociada da verdade, se torna tragicamente princípio de destruição da harmonia interior da pessoa humana, fonte de prevaricação dos mais fortes e dos violentos, e causa de sofrimento e de luto", continuou.

Ao final da audiência, sintetizando a catequese em francês, o Pontífice exortou os presentes "a se deixar guiar pelo Espírito Santo para testemunhar alegremente e livremente a verdade da fé cristã". "Não tenham vergonha da sua fé e sejam orgulhosos de serem católicos", recomendou ele.

A religiosidade expressada com "a humildade do coração e da mente" pelo "povo de Deus" é a verdadeira fonte de fé, "magistério que precede a teologia" e que dela vai aprofundado e acolhido.

"Há grandes doutores que nos ensinaram muitas coisas, mas não puderam ver o verdadeiro núcleo da fé", observou o Papa, assinalando que enquanto isso "houve também no nosso tempo alguns 'pequenos' que tinham uma clara percepção disso".

O líder máximo da Igreja Católica desejou aos teólogos "sempre colocar-se na escuta da fonte da fé e conservar a humildade e a simplicidade dos pequenos".

Ainda hoje, Bento XVI inaugurou no Vaticano uma nova estátua, dedicada a Santo Aníbal Maria da França. Ele invocou o Senhor a fim de que mande nas suas "missas" "dignos operários do Evangelho" e para que "todos aqueles que contemplarem esta imagem, inspirando-se a seu mesmo espírito de caridade, cresçam em amor a ti e ao próximo".

Após os compromissos desta quarta-feira, o Pontífice se transferirá de helicóptero, às 18h (13h no horário de Brasília), à residência papal de Castel Gandolfo, onde passará o verão.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h39

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h42

    1,42
    64.124,40
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host