UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 18h58

Sarney participará de comemoração pela redemocratização do Cone Sul

ANSA
MONTEVIDÉU, 16 JUL (ANSA) - O presidente do Senado, José Sarney, participará na próxima segunda-feira de um ato de celebração da redemocratização e de recuperação institucional dos países do Cone Sul no Uruguai junto ao ex-presidente desse país Julio María Sanguinetti e do deputado argentino Ricardo Alfonsín, filho do falecido ex-mandatário Raúl Alfonsín.

"Vamos ter representados os três governos da época da transição", disse à ANSA Sanguinetti, o primeiro presidente democraticamente eleito após a ditadura do Uruguai (1985-1990) e que também cumpriu um segundo mandato presidencial entre 1995 e 2000.

Na década de 1980 "todos estávamos saindo de ditaduras que se instalaram nos anos 1960 e 1970" e "aquela foi uma ode de democratização", afirmou o ex-presidente, para quem "nesta região indubitavelmente a democracia chegou para ficar".

O presidente José Mujica e seu chanceler Luis Almagro também estarão presentes na cerimônia, que ocorrerá no salão dos Pasos Perdidos do Parlamento, assim como os líderes do Partido Colorado, Pedro Bordaberry, da Frente Ampla, Jorge Brovetto, e do Partido Nacional, Luis Lacallle, que também foi ex-presidente do Uruguai.

Após as ditaduras que açoitaram o Cone Sul da América Latina nos anos 70, os países foram recuperando a democracia na primeira metade dos anos 1980.

Em 10 de dezembro de 1983, Alfonsín assumiu a presidência da Argentina, Sanguinetti assumiu a presidência do Uruguai em 1º de março de 1985 e Sarney assumiu a presidência do Brasil em 15 de março de 1985.

Dos três, somente Sarney foi o presidente eleito de forma indireta e em 1979 chegou a ser presidente da Arena, partido de sustentação do regime ditatorial no Brasil.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host